Fernanda Tegoni

Mães que inspiram: Fernanda Tegoni

Mães que inspiram: Fernanda Tegoni

Hoje, como convidada, uma pessoa muito querida, divertida, baita mãe e profissional: a Fernanda Tegoni. A Fe é uma mulher especial, forte, determinada e ao mesmo tempo muito doce e delicada! Ela é uma das idealizadoras do maravilhoso projeto “Escola de Mães”, um curso inovador para mamães que estão a espera do filhote e não sabem muito bem o que vão enfrentar. Dedicação e muito amor definem a Tegoni. E é isto que você vai conferir nesta linda entrevista <3 Ownnnn!!!

Mães que inspiram: Fernanda Tegoni

Acho que sou mãe desde que nasci. Sempre foi o grande projeto da minha vida. Achava que era isso que me faria feliz. Sou uma pessoa de vínculos fortes e duradouros. É assim com o meu trabalho, com a minha casa, as minhas coisas, com meus amigos, com a minha família, com tudo o que eu amo. E eu amo muito. Amo tudo com o que me envolvo. Ou talvez me envolva com tudo que amo. E ser mãe é assim: amor e intensidade. O tempo todo. Acho que é por isso que sou tão feliz.

 

O que a maternidade significa em sua vida?
Significa a minha vida.

Na sua opinião, qual é a melhor recompensa em ser mãe? E a maior dificuldade?
Maior recompensa é ter o coração sempre cheio e aquecido. A maior dificuldade é ter o coração sempre apertado.

Existe algo que você dizia que nunca faria antes da maternidade e que depois de ser mãe “pagou a língua” e fez? Nossa! Quase tudo! Sempre quis e sempre imaginei como eu seria mãe. Sonhei e planejei muito. E, foi quase tudo diferente. O que é bom é muito melhor e, pasmem, tem parte ruim sim, e é bem ruim.

Mães que inspiram: Fernanda Tegoni

De que você mais sente falta em relação à sua vida anterior à maternidade? Da despreocupação.

O que mais a incomoda em relação à maternidade? A cobrança por ser uma mãe perfeita, acompanhada sempre de sugestões, conselhos e palpites que vem de todos os lados e de todas as formas. E que, na maioria da vezes, só quem não é mãe conseguiria seguir.

Mães que inspiram: Fernanda Tegoni

O que você gostaria de ter ficado sabendo antes do seu filho chegar, mas que ninguém nunca lhe contou? Para os primeiros meses: que é normal se sentir triste no momento que deveria ser o mais feliz da sua vida. E para o resto da vida: que a gente não tem o controle. Por mais que a gente cuide, proteja, ensine, eles ficam doentes, eles dormem mal, eles comem mal, eles fazem birra, eles erram e o pior de tudo, eles eventualmente sofrem.

Deixe um conselho para mães ou futuras mães que estão lendo este post. Siga o seu coração. Você sempre será a melhor mãe do mundo pro seu filho.Mães que inspiram: Fernanda Tegoni



There are no comments

Add yours