Pedro e Filhos

O que é ser pai

Na minha opinião, existe uma forma plenamente eficaz de se comunicar com uma criança: pelo carinho. Gosto da palavra “carinho”, assim como gosto também das palavras “afeto” e “amor”. Todas são muito boas para expressar o jeito com o qual devemos nos dirigir à criança ou melhor, “pensar” a criança.

Enquanto encontramos no amor a essência e fonte sublime e superior dos sentimentos que podem fluir de nossos corações e transitar pelas nossas almas; no afeto e no carinho vemos a materialização desse amor. Afeto e carinho podem ser demonstrados nas mais diversas atitudes: um beijo, um abraço acolhedor, um olhar que apoia ou até mesmo no esboço de um sorriso que se entrega ao filho.

Nós pais, somos um poço de amor para nossos filhos. E se tentarmos imaginar o fim desse poço, certamente chegaremos à conclusão de que ele é bem mais profundo do que qualquer imaginação possa alcançar. 

Ser pai é se fazer sentir do lado dos filhos sempre! É ser capaz de fazer nascer neles o sentimento de que estamos presentes a todo momento, protegendo-os na escuridão e sorrindo com eles na luz. Não é preciso estar fisicamente próximo; muitas vezes isso não é possível! Mas afirmo que é completamente possível ser sentido e a todo tempo vivificado nos corações de nossos pequenos.

Compreendo que, para aquele a quem o conceito de Deus lhe é indiferente, sente-se protegido e resguardado do mal através de crenças próprias, seja na razão, seja na filosofia, na ciência ou qualquer outra.

Compreendo também que para aquele que se assegura na presença de Deus, sente a presença divina em sua vida e por tal presença sente-se protegido, acolhido e amado.  

Independentemente da crença de cada um, é certo que dentro de nós, nossa consciência sempre nos lembra o quanto somos importantes e especiais e, no meu caso e no de muitas pessoas, o quanto somos amados e protegidos por Deus. E é exatamente nesse “ser” amigo e presente que existe dentro de nós é o que devemos nos transformar para nossos filhos. 

Assim como Deus ESTÁ e É dentro de nós, ESTAREMOS e SEREMOS dentro de nossos filhos pelo exercício do amor, do carinho e do afeto.

Quando queremos conversar com Deus, o chamamos de “PAI” nosso que está no céu” pois assim Ele nos ensinou. A mesma lição devemos passar para nossos pequenos, ensinando-os que, quando nos chamarem em seus pensamentos, lá estaremos como a figura do pai que fortalece. Ser pai é ser ‘deus’ para nossos filhos. Sim, é algo que só o amor realiza. E que assim seja!



6 comentários

Add yours
  1. Frederico Mattos

    Pedro, meu amigo, lindo e emocionante seu texto. A paternidade é um caminho de mão dupla de tantos sentimentos que fica até difícil elencar, mas sua sensibilidade consegue colocar isso em palavras de forma magistral!
    Saúde e paz aos seus pequenos e tenha um maravilhoso dia dos pais!

    • Petrus

      Querido amigo Frederico,

      Muito obrigado pelas suas palavras sempre amigas e incentivadoras. Somos parceiros dessa caminhada de mão dupla e percebo que você a realiza com todas as virtudes caracterizadoras de um verdadeiro pai, assim como um verdadeiro amigo que és!
      Grande abraço, amigo!

    • Petrus

      Querida Denise,

      Obrigado por manifestar a sua percepção sobre o meu comprometimento com os meninos. Para mim, ser pai é dizer “sim” a esse compromisso!

      O blog é maravilhoso sim!!! Os amigos Luciana e Helmar estão de parabéns pelo realmaternidade, que possui sem dúvidas enorme importância e relevância social pelos incentivos e orientações às famílias e ao público em geral!!!

  2. Cibele Bellavinha

    Parabéns, Pedro!! Linda mensagem. E parabéns também por procurar ser um pai, que trará muito orgulho a seus filhos. Muita luz pra você !


Post a new comment