BPA

BPA: melhor deixar seu filho bem longe disso!

O BPA ou Bisfenol A é uma substância tóxica encontrada em alguns plásticos (policarbonato / PC) e serve para conferir a eles uma maior maleabilidade. O BPA é encontrado também em revestimentos de latas, brinquedos, eletrodomésticos, sacolas, CDs e outros produtos.

Em 2012, a Anvisa proibiu a fabricação e importação de mamadeiras e chupetas com a substância Bisfenol A (BPA) na composição do plástico. Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia de São Paulo, o BPA – por ser considerado um disruptor endócrino – pode provocar sérios danos ao organismo e a nossa saúde.

A Dra. Carolina Menna, pediatra e neonatologista, Mestre em pediatria e saúde da criança, adverte sobre os riscos do BPA: “o BPA atua tanto por ingestão como por contato com a pele e consequente absorção”. Nos recém-nascidos, está relacionado à obesidade e alteração no desenvolvimento das gônadas: glândulas do sistema endócrino, responsáveis pela produção de hormônios sexuais. Na adolescência, está relacionado à puberdade precoce. O BPA também está relacionado ao aumento do risco de câncer, problemas cardíacos e diabetes, relata a médica.

infográfico BPA
Imagem via Nutripediatria

A pediatra lembra que o BPA é liberado 55 vezes mais rápido quando em contato com o calor (água quente, microondas, máquina de lavar louça e comida ou bebida quentes). Por isso a importância de se evitar vasilhames e utensílios que contenham o policarbonato.

Confira as dicas da Dra. Carolina Menna para identificar objetos que contêm BPA:

  • Fique atento às etiquetas das embalagens e evite as que contêm policarbonato. Evite também as de PVC, PS (poliestireno) e isopor.
  • Olhe embaixo da embalagem e veja o número que se encontra dentro do símbolo da reciclagem. Evite as de número 3, 6 ou 7.reciclagem
  • A aparência da embalagem também pode denunciar a presença do BPA. Geralmente os muito duros, muito claros e brilhantes contêm BPA. Fique de olho!

Outros cuidados:

  • Prefira utensílios de vidro, porcelana ou aço inox para armazenar alimentos.
  • Não aqueça ou resfrie alimentos em embalagens plásticas.
  • Descarte embalagens amassadas, rompidas ou velhas.

Não é frescura! Esse assunto é coisa séria! Nosso mundo é puro plástico: acordamos e escovamos nossos dentes com uma escova feita de plástico e com a pasta de dentes envolta numa embalagem plástica. Tomamos água em nossas garrafinhas enquanto nossos filhos brincam com carrinhos e bonecas também feitos de plástico. Somos uma geração que sofre sérias consequências pelos excessos que o estilo da vida moderna proporciona, em que os industrializados e os artificiais são uma constante. Por isso, todo cuidado é pouco!

mundo plastico
Imagem via Atrevidinha

Toda e qualquer chance de evitar problemas de saúde é uma oportunidade valiosa. Por isso devemos estar atentos. Informação, consumo consciente e mudança de hábito são fatores fundamentais para o seu bem estar e o daqueles que você mais ama!

 


 

Participou dessa matéria:

Carolina Menna
Carolina Menna – Pediatra dos primeiros passos
Carolina Menna é pediatra, neonatologista e Mestre em pediatria e saúde da criança, com ênfase em amamentação. Carol considera o amor o seu combustível, aquela energia que a conduz infinitamente para os caminhos do bem. Carolina vem trazendo uma nova forma de exercer a pediatria, a que vai além dos consultórios e alcança os lares. Ela se sente cada dia mais realizada e feliz com suas escolhas.



1 comentário

Add yours

Post a new comment