festa02

Dicas para escolher a Casa de Festas

Aniversário de filho é assunto que costuma brilhar os olhos das mães e dos pais. E a gente não quer passar isso em branco, não é? Afinal, como diria o Rei: “tantas emoções já vividas…”, que precisamos comemorar! Este ano, aqui em casa, optamos por fazer a comemoração do aniversário do Henrique numa casa de festas e foi simplesmente incrível!

E se por aí decidiram fazer a festa do seu filho num buffet e está em busca da casa de festas ideal, este post é para você. Conversei com a Janaina de Paula Bercht, proprietária da Casa de Festas Kids Choice e separamos algumas dicas para te ajudar a escolher o local ideal para a sua família em relação às festas dos pequenos.

Seleção do Local

É interessante iniciar as buscas fazendo uma listinha dos buffets que você gosta. Vale incluir aquelas casas de festas que você já esteve como convidado ou outras que já ouviu falar bem, ou gostaria de conhecer. Não deixe de conversar com parentes e amigos que já utilizaram os serviços dessas casas e leve em consideração a percepção deles.

As conversas iniciais com a casa de festas podem acontecer por email, telefone ou até via site. No meu caso, como já conhecia a maioria das casas de festas que estava na minha lista, comecei a fazer orçamentos por email mesmo. Mas não hesite: uma visita ao local é fundamental para verificar o espaço de perto, esclarecer o funcionamento da casa e também tirar todas as dúvidas. Interessante estar com todos os pontos em mente ou anotados para não esquecer nada na hora da conversa. Verificar de perto a cortesia e disponibilidade da pessoa que irá receber a sua festa faz total diferença. Janaína, proprietária da Kids Choice, garante: “o bom atendimento não se nota somente no momento da festa”. Interessante levar isso em consideração!

Data

Se você está em dúvida sobre a data da sua festa, lembre-se que geralmente, as festas nos finais de semana costumam reunir um número maior de confirmados. Nos dias de semana, pela rotina corrida, nem todos podem estar presentes. Por isso, as festas nos finais de semana são mais concorridas, normalmente mais caras e merecem maior antecedência na reserva. Então, não deixe para última hora! E vale ficar de olho também nas datas próximas às datas comemorativas / feriados, pois muitos programam viagens.

Fique atento em relação à duração da festa e aos horários de início e término; geralmente estipulados pelo buffet. Se informe sobre as taxas das horas excedentes, que costumam ser bem caras, para não ter nenhuma surpresa desagradável num dia que é para ser de pura alegria. O que é combinado, não sai caro, né?

Número de convidados

As casas de festa oferecem pacotes com número pré-determinado de convidados. Certifique-se com o buffet a idade em que as crianças começam a contar para pagamento. Geralmente as crianças de até 5 anos são isentas. E lembre-se de colocar os irmãozinhos dos amigos na conta, se for o caso.

No convite que será entregue, é sempre bom pedir a confirmação de presença! Vale também ligar ou mandar um “whats” para os convidados uns 15 dias antes da festa, checando essas confirmações. Assim, com antecedência, você terá uma previsão de quem não poderá comparecer.

De acordo com a Janaina Bercht, o número de convidados presentes é relacionado também à idade da criança. “Festa de 1 ano vem todo mundo! As comemorações dos primeiros 2 anos é como festa de casamento, as pessoas se organizam para isso”, comenta. Ela afirma que nos primeiros anos de vida, a relação de amizade é entre os pais e não entre as crianças. “Já com uns 5 – 6 anos, é comum a amizade ser mais entre as crianças e não tanto entre os pais – e se a família tem outro compromisso, acaba fazendo outra coisa”. Para a proprietária, a média de ausência em festas de crianças maiores costuma variar entre 10 a 12% do número de convidados.

Para evitar que pessoas sejam mal atendidas ou falte comida e bebida, Janaína ressalta a importância da confirmação do número de convidados. A maioria dos buffets permite a alteração desse número com alguns dias de antecedência. Vale verificar como funciona essa dinâmica junto ao buffet que escolher. A proprietária lembra que as taxas de acréscimo em relação aos convidados extras diz respeito principalmente ao nível do atendimento que os convidados receberão. “Se vierem mais pessoas do que o contratado pelos pais, é humanamente impossível ter o mesmo nível de atendimento e isso depõe contra a imagem da casa de festas. Por exemplo, 20, 30 pessoas a mais representam 2 ou 3 garçons; por isso a importância da transparência na relação entre a casa de festa e os pais que estão contratando os serviços”, complementa.

Alimentação

Verifique se o cardápio do local agrada crianças e adultos. Se você não conhece o serviço, faça uma degustação. É interessante saber se na festa haverá um momento do lanche das crianças. Alguma casas de festas se preocupam com isso e oferecem “a hora do lanche” para os pequenos, afinal, se depender deles, muitos preferem só brincar ao invés de comer. Quem aí nunca chegou em casa, depois de uma festinha e não ouviu um: “Mãe, tô com fome”?

Janaína ressalta a importância desse momento do “lanche coletivo” das crianças para os pais ficarem tranquilos que elas se alimentaram e faz um alerta em relação ao tipo de comida oferecida para os pequenos: muitas vezes o cardápio dos adultos apresentam opções diversas e nutritivas, e para as crianças, costumam oferecer opções pobres nutricionalmente falando, regado a frituras. “Em nossa casa de festas, oferecemos a mesma qualidade do cardápio para crianças e adultos. Combinamos com os garçons o que deve ser servido também para os pequenos, fora o momento do lanche. As iscas de carne, por exemplo, já são servidas cortadinhas para facilitar o acesso também das crianças. Já opções bem quentes do cardápio, como tarteletes com cebola caramelada, por exemplo, orientamos não servir para os pequenos para não correr o risco de queimarem a boca”, comenta. Tudo isso são cuidados simples que fazem diferença no momento da festa.

Outro ponto que deve ser levado em conta é relacionado às restrições alimentares. Verifique se existe entre os convidados, pessoas com algum tipo de intolerância ou restrição e comunique ao buffet. É bem possível fazer adaptações e substituições no cardápio para atender essa demanda.

Serviços inclusos

Verifique com a casa de festas quais os serviços estão inclusos no pacote. Em alguns locais, os serviços de decoração e recreação, por exemplo, estão incluídos. “É sempre bom evitar surpresas nos custos”, garante Janaina. As casas de festas costumam ter preços melhores se o serviço for contrato diretamente por eles. Vale ficar de olho!

Segurança

A segurança de sua festa deve ser cuidada desde o momento que os convidados chegam. Verifique se o local disponibiliza pessoas para monitorar as ruas, dando um apoio às crianças chegando e saindo; por estarem com presente nas mãos, costumam estar mais “desatentas”. Em dias de chuva, por exemplo, seguranças com guarda chuvas extras para os convidados é muito interessante, garante Janaina.

Já dentro da casa de festas, você deve considerar os periódicos de avaliação dos brinquedos. Pergunte sobre este ponto ao conversar com o buffet. Janaina adverte que, para cada brinquedo, deve haver – pelo menos – um monitor atento.

Fique de olho sobre a questão do uso de copos de vidros pelas crianças. Para os pequenos, somente copos de plástico! Sobre a questão de servir refrigerante e doces para as crianças, é fundamental que a casa de festas respeite a opção de cada família, mas vale ressaltar que nem todas as crianças possuem livre acesso a esses alimentos. Janaina conta que na Kids Choice, na mesinha das crianças, ficam a água e o suco e, se a criança quiser um refrigerante, ela pode pedir ao garçom, mas não deixam tudo exposto. “Pensamos como mãe”, complementa.

Alegria! Alegria!

Espero que essas dicas possam ter ajudado você a planejar a sua comemoração. Levando em conta tudo isso, o grande dia poderá ser simplesmente incrível. Exatamente como uma festa em buffet deve ser: só alegria!



Crédito Fotos: Priscilla Borges Fotografia 

E se você tem outras dicas que gostaria de compartilhar, deixe aí nos comentários! Vamos adorar saber!

Beijos, Luciana

 



There are no comments

Add yours