chá de bebê

O que colocar na ponta do lápis para organizar um chá de bebê

Nada como um chá de bebê para comemorar a chegada do novo membro da família. É um acontecimento único e não há pais corujas que não se empolguem na hora dos preparativos. Existe uma grande indústria de festas que dispõe de muitas opções para fazer uma comemoração memorável – porém, a brincadeira pode sair cara. Nessas horas, todo planejamento e racionalidade são bem-vindos para que os gastos não saiam do controle. Para ajudar nessa tarefa, listamos os principais custos que devem ser colocados na ponta do lápis. Confira!

Convites

Existe uma gama imensa de opções, uma para cada orçamento. Quem não abrir mão de algo elaborado, terá que colocar na lista de despesas a contratação de um designer e da gráfica, que cuidará da impressão. Caso os convites sejam enviados via Correios, o custo também deverá ser contabilizado. No entanto, também existem as versões Do It Yourself (DIY). É possível encontrar em blogs e no Pinterest versões “printable” (“imprimíveis”), onde basta fazer o download de um modelo pronto e incluir as informações sobre a festa. Outra opção (caso os convidados estejam nas redes sociais) é utilizar os eventos do Facebook ou fazer um convite digital e entregá-lo via WhatsApp; o que significa economia de papel, impressão e Correios.


Imagem via Etsy

Locação

Pais festeiros podem querer fazer uma comemoração tão grande que cogitam a locação de um espaço, como salão de festas. Esse é um dos maiores gastos e deve ser pensado com cuidado. Se o intuito for economizar, vale optar por alternativas mais modestas, como o salão do prédio, na sua própria casa ou até mesmo no quintal de algum parente ou amigo, caso ele seja espaçoso e agradável.

Alimentação

Caso vocês queiram contratar um buffet, pesquisem muito para garantir o melhor preço. Lembre-se, ainda, que, geralmente, o buffet não cobre os docinhos, que deverão ser contratados à parte. Para quem realmente deseja economizar, não há melhor solução do que ir para a cozinha. Tortas doces e salgadas, sanduíches e o bom e velho bolo da vovó fazem o maior sucesso. Vale chamar a família e amigos mais próximos para os preparativos – sua mãe faz um bolo maravilhoso, ou sua prima manda bem nos salgadinhos? Chame-as para ajudar!

Lembrancinhas

Dependendo do grau de sofisticação do item escolhido, o custo pode ser alto. Por isso, é preciso ter em mente exatamente o que se quer – a internet está cheia de inspirações e referências que a ajudarão na busca. Com a ideia exata da lembrancinha desejada, será mais fácil fazer orçamento com diversos fornecedores. Opções artesanais são charmosas e podem ser mais econômicas. Outra medida para poupar dinheiro é procurar pequenas produtoras, facilmente encontradas em sites como Elo7 e grupos de Facebook, como o Compro de Quem Faz das Minas. Em último caso, o bom e velho DIY é a instância máxima da economia.

Decoração

Contratar um profissional para a tarefa pode sair bem caro. Se esse for seu desejo, dedique boa parte de seu orçamento para isso. No entanto, décors mais modestos cumprem bem o papel e não deixam de encantar. Por isso, caso o orçamento esteja apertado, vale optar pelo DIY.

Imagens via Mimos da Elis e Baby Perks – Pinterest



There are no comments

Add yours