Cena do filme “perfeita é a mãe”

Filmes sobre mães “imperfeitas” para você assistir

Nós, mães, estamos sempre querendo abraçar o mundo. Só a gente sabe como é difícil tentar dar conta de tanta coisa: casa, filhos, carreira e, claro, de si mesma.  Esperamos que tudo seja perfeito e nos cobramos, na maioria das vezes, para conseguirmos atingir essa “perfeição” (que na verdade, não existe!). Inspiradas por alguns filmes, te convidamos a mudar um pouco o foco e embarcar na comédia do nosso dia-a-dia. É a “Real Maternidade” ganhando destaque também nas telonas.

E se a gente simplesmente deixasse tudo rolar, sem se importar? Acordar um pouco mais tarde, não se preocupar tanto, começar a dizer “não” para os chefes e para aqueles que nos enchem de palpites. “Não” para aqueles que insistem que você faça tudo e fique até tarde, independentemente se você precisa buscar os filhos no colégio ou levá-los ao médico.

Não ir ao futebol do filho por simplesmente não estar afim, sair com as amigas para jogar conversa fora e quem sabe, até acordar de ressaca em dia de semana… Realmente fazer o que está com vontade, sem se importar com o fardo de ser a mulher e a mãe perfeita. Vamos? rs…


Às vezes dá vontade, né? Claro, a gente também não precisa jogar tudo para o alto. Afinal de contas, quando se é mãe, principalmente com filhos pequenos, eles dependem completamente de você. Amor de mãe é tão grande que desperta aquele sentimento de querer fazer tudo e mais um pouco – e que parece nunca ser o suficiente.

Mas o que precisamos fazer, antes de tudo, é aceitar que somos imperfeitas. Abraçar nossas falhas, aprender com elas e a não nos cobrar tanto. Como mães, mulheres e profissionais. Devemos lembrar que somos seres humanos, aptos a acertar e também a errar. E é assim que a gente vai aprendendo e evoluindo!

Pensando nisso, selecionamos dois filmes para você assistir e dar boas gargalhadas. Afinal, a gente merece! Estoure a sua pipoca e vem com a gente:

FILME – PERFEITA É A MÃE!

Filme que inspirou esse texto, conta a história de uma mãe (interpretada pela Mila Kunis) que aparentemente tem uma vida perfeita, mas por trás disso tudo, está uma mulher sobrecarregada e cansada. Então, ela decide mudar as regras do jogo, se permitindo ser uma “mãe ruim”, levando a maternidade de uma forma mais livre e cheia de imperfeições. 

Claro, é uma comédia um pouco “escrachada” e irreal, mas rende boas risadas e levanta algumas questões que com certeza, você já vivenciou. Inclusive sobre o relacionamento entre mães. Olha só:

 

FILME – NÃO SEI COMO ELA CONSEGUE

Sarah Jessica Parker, a eterna Carrie Bradshaw de Sex and The City, interpreta uma executiva que está sempre lotada de trabalho. A personagem se desdobra entre carreira, marido e seus dois filhos. É o cenário que muitas de nós conhecemos, o malabarismo de equilibrar as duas pontas. No filme, ela ainda recebe uma proposta de um novo projeto e precisa ter jogo de cintura para fazer tudo! Um bom exemplo do que falamos, em querer que tudo funcione perfeitamente. Risadas garantidas!

E você, tem outras dicas de filmes? Conte pra gente aí nos comentários! 



There are no comments

Add yours