O que é ser mãe de gêmeos

O que é ser mãe de gêmeos

Só quem é mãe de gêmeos sabe o que é carregar mais de um filho no ventre. Nos sentimos especiais por dar à luz duas vidas ao mesmo tempo. Entendemos perfeitamente o que significa deixar muita coisa de lado para nos dedicarmos à maternidade, porque, para nós, ela chega de forma muito intensa. 

Temos tudo em dobro: tarefas em dobro, banhos em dobro, mamadeiras em dobro, fraldas em dobro, trabalho dobrado. Muitas vezes brincamos que “um mais um não são dois” porque em vários momentos, nossos amados filhos parecem dar muito mais trabalho do que duas crianças. Mas nessa matemática, o amor e a dedicação de uma mãe de gêmeos não é mesmo exata. Afinal, no dia a dia precisamos encontrar fórmulas para dar conta de muitas tarefas.


Foto: Arquivo pessoal – Elisa Scheibe Marty

Na verdade, nos descobrimos multimulti mães, multi mulheres, multi profissionais, e vamos aprendendo sobre esses novos vários papéis que são ressignificados com a maternidade. E o amor, ah, esse sim não tem números nem palavras que definam com exatidão. Esse é multiplicado na potência máxima!  É toda força que precisamos para encarar um dia a dia bem puxado.  

Por essas e outras nos sentimos tão orgulhosas, e realmente escolhidas para receber essa bênção que é ser mãe de gêmeos. Normalmente sentimos um orgulho extra quando passeamos e exibimos nossos bebês, despertando a curiosidade das pessoas e ganhando sorrisos gratuitos, simplesmente por empurrar um carrinho duplo. Várias vezes somos abraçadas por mães ou avós desconhecidas, que passaram por essa experiência e querem, de alguma forma, se solidarizar e nos parabenizar. 

Foto: Arquivo pessoal – Thais Reali

Obviamente, nada é tão romântico como parece. Nos preparamos para ser mãemuitas passam mais tempo do que gostariam cultivando esse desejo e, quando recebemos a notícia de que são gêmeos, somos invadidas por um misto de sensações: felicidade extrema, orgulho, vontade de sair espalhando a novidade, mas também muitas dúvidas e preocupações: como vou cuidar de dois? Quem vai me ajudar? Conseguirei dar conta sozinha? E a questão financeira? Como será ser mãe de gêmeos? Vou ter que abdicar de minha vida profissional? Quem vai me ajudar? Afinal, o mais comum, seria ter um filho de cada vez 

À medida que o tempo passa, nos damos conta que estar grávida de gêmeos é muito diferente. Tudo é mais cuidado e preparado, o que também facilita essa espera diferenciada. Buscar conhecer a rotina de outras mães de múltiplos e se apropriar de informações sobre como cuidar de duas crianças ajuda a diminuir a ansiedade, trazendo um pouco mais de segurança para a família.  

Foto: Arquivo pessoal – Vanessa Rocha

Não é à toa que existem muitas mães que se tornaram blogueiras, celebridades e influenciadoras digitais pois contando um pouco de suas rotinas, conseguem auxiliar outras mães em situação parecida e vão somando mais e mais seguidoresMas nada se compara a ter um super time de amigas e conhecidas que também são mãe de gêmeos. Foi assim que surgiu um grupo no whatsapp, com 10 amigas unidas por uma delas, que começou a trocar informações, dicas e vivências sobre a maternidade gemelar

Esse grupo foi crescendo com as amigas das amigas sendo incluídas, e consolidando cada vez mais a Confraria das Mães de Gêmeos. Ultrapassando o contato virtual, o grupo promove vários encontros presenciais em que há muita troca de informação, desabafos, parcerias, vínculo e muito, mas muito amor! Hoje em dia as famílias já se conhecem, frequentam as casas umas das outras e aproveitam juntas os momentos especiais, sempre emocionadas com o fato de que foram os filhos gêmeos que as uniram.  

Foi pela Confraria das Mães de Gêmeos que a querida Luciana – do Projeto Real Maternidade, nos deu a oportunidade de estarmos mensalmente por aqui, contribuindo com diversos tipos de conteúdo relacionados à criação de gêmeos: rotina, educação, criatividade, dicas de sono etc. Somos três amigas e mães de gêmeos: Elisa Scheibe Marty, mãe do Martin e do Franco de 4 anos, Thais Reali, mãe do Nicholas e do Thomas de 2 anos e 10 meses  e Vanessa Rocha, mãe da Isabela e do Gabriel de quase 5 anos 

Enfim, mães de gêmeos, sintam-se acolhidas e lembrem-se que ser mãe de gêmeos é sentir-se especial e iluminada. Se fomos escolhidas, é porque somos capazes. 

Com carinho,
Thais, Vanessa e Elisa


Thais Reali, Vanessa Rocha e Elisa Scheibe Marty – Confraria das Mães de Gêmeos / Foto: Arquivo pessoal



There are no comments

Add yours