ferias escolares

3 dicas: o que não pode faltar nas férias escolares

A grande preocupação dos pais desde o começo das férias é como vão preencher o tempo dos filhos, garantindo diversão e atividades o tempo todo. Isso, porém, além de ser estressante, é prejudicial, seja qual for a idade do seu filho. Separamos 3 dicas sobre o que não pode faltar nas férias escolares para garantir, além da diversão, um volta às aulas com o cérebro pronto para aprender.

1. A leitura é a chave que abre o maior número de portas para um bom relacionamento com os estudos.

Cada vez mais, pais e alunos têm a tendência de relacionar a leitura somente com a escola e com o período de aulas. Assim, as famílias vão deixando de lado um dos papéis fundamentais dos pais: ajudar o filho a criar o hábito de ler. O mês de férias é uma oportunidade para inserir a leitura como parte da rotina de toda a família. Os benefícios serão enormes para a vida de todos. O impacto positivo no desempenho escolar vem como bônus ao longo do segundo semestre. O desafio é como fazer isso sem criar situações de estresse e tensão em plena época de férias escolares.

Uma dica é estabelecer os momentos de leitura para toda a família. Escolha três dias em que todos – sim, eu disse “todos” os equipamentos eletrônicos ficarão desligados e a família toda estará concentrada em ler. Se você tem filhos pequenos, vocês podem intercalar a vez de cada um ler, em voz alta, o mesmo livro. Se os filhos já estiverem completamente alfabetizados, cada membro da família pode ler um livro, ou revista, diferente, desde que estejam todos reunidos em um mesmo ambiente e no mesmo horário.

A segunda dica é usar um cronômetro e estabelecer o tempo de 20 minutos durante o qual todos vão estar concentrados em ler. Terminado esse tempo, cada um pode fazer o que desejar, inclusive continuar a ler. A sugestão é que os pais sempre deem o exemplo de não parar imediatamente ao final do tempo marcado. Aos poucos os filhos começam a relaxar e seguem o exemplo de continuar um pouco de tempo a mais focados na leitura. Os benefícios são inúmeros. Dentre os quais, seu filho retorna para as aulas com maior capacidade de concentração, imaginação, criatividade, melhora na comunicação escrita e oral e maior segurança, mesmo em conteúdos nos quais tem maior dificuldade. A relação de confiança dentro da família é reforçada e as chances de um final de ano letivo sem sustos é imensamente maior!

2. Manter uma responsabilidade compartilhada dentro de casa, mesmo durante as férias, é essencial para um segundo semestre tranquilo nos estudos.

Colaborar para a organização e bem estar de toda a família traz enormes benefícios para a relação com os estudos. Alguns pais já colocam em prática essa nossa dica, porém, acabam por flexibilizar o combinado durante as férias. Para entender o porquê manter a responsabilidade de seu filho durante as férias, basta lembrar que isso não é um castigo. Ao contrário, ter um atividade cuja responsabilidade é dele só ajuda no desenvolvimento de habilidades como o senso de responsabilidade, empatia e gera a oportunidade para vocês, pais, fazerem um elogio autêntico.

Este é o caminho para aumentar o nível de auto estima, gerando assim um combustível que o cérebro usa para manter o foco e esforço necessários na hora dos estudos. Manter a auto estima dos filhos em nível adequado é um grande desafio na era da alta exposição em redes sociais e canais de televisão. Não dá para tirar férias dessa missão! Pelo contrário, relaxados em relação aos horários corridos, fica ainda mais fácil trabalhar este aspecto tão importante do desenvolvimento de nossos filhos.

Quanto ao senso de responsabilidade, basta pensar na realidade de nossa vida: por um acaso, quando você pai ou mãe está de férias, não precisa mais cozinhar, cuidar da casa, garantir que tudo corra de forma organizada na rotina da família? Será que todos não continuam a comer, dormir, necessitar de roupas limpas? Então, este é também um aprendizado para nossos filhos: eles estão de férias da escola, não da vida! Tudo bem rever e flexibilizar os horários, mas suspender a tarefa doméstica que é do seu filho só vai acumular prejuízos. Como a conta vem lá no final do próximo bimestre ou trimestre, vocês dificilmente vão relacionar a queda no desempenho escolar com a mudança desnecessária feita durante as férias! Então, partiu retomar o combinado das responsabilidades de cada um dentro de casa?!

3. Seu filho precisa de momentos de ócio, sem nada para fazer, totalmente livre, repleto de nada.

A grande preocupação dos pais desde o começo das férias é como vão preencher o tempo dos filhos, garantindo diversão e atividades o tempo todo. Isso, porém, além de ser estressante, é totalmente prejudicial, seja qual for a idade do seu filho. Nossas crianças e adolescentes já vivem em um mundo sobrecarregado de estímulos. Acabam não tendo oportunidade para explorar – tanto o mundo ao seu redor quanto a si próprio. Imaginação e criatividade, que deveriam fazer parte do dia a dia de uma infância e adolescência saudáveis, tornam-se cada vez mais raros ou escondidos em algum lugar, lá embaixo da pilha de estímulos pré fabricados.

Pais e responsáveis por colônias de férias acabam errando também ao tentarem planejar cada minuto do tempo, encaixando atividades para todos os momentos do dia ao longo das férias. E, no retorno às aulas, retomam as reclamações pela falta de iniciativa e preguiça de estudar ou pensar que os filhos apresentam. Que tal deixar que seu filho encontre o que fazer em alguns dias das férias? O ócio deveria fazer parte da vida de nossos filhos, assim como fez da nossa vida. Pare por alguns minutos e pense nas brincadeiras que você inventou junto com seus primos ou irmãos durante suas férias escolares. Se um sorriso surgiu na sua face, está aí a prova de que seu filho lembrará para sempre dos momentos divertidos que ele criou, sem que nenhum adulto planejasse o passo a passo de cada dia das suas férias.

Em alguns dias, televisão e internet podem fazer parte da diversão. Em outros, sem alarde, derrube a Internet da sua casa e deixe o ambiente off-line o dia todo. Em nome do amor pelos seus filhos e da oportunidade que eles precisam para descobrir o quanto são capazes de ter iniciativa e criatividade, deixe alguns dias das férias sem absolutamente nada para vocês fazerem juntos!



There are no comments

Add yours